14/11/2017

Copos e taças decorados têm níveis perigosos de chumbo e cádmio

Redação do Diário da Saúde
Copos e taças decorados têm níveis perigosos de chumbo e cádmio
Entre os objetos analisados pelo pesquisador estão canecos e copos de marcas comercializadas mundialmente, incluindo propagandas de bebidas, franquias de filmes e desenhos animados. [Imagem: Lloyd Russell/University of Plymouth]

Chumbo e cádmio

Copos de beber esmaltados e canecos de merchandise populares podem conter níveis potencialmente tóxicos de chumbo e cádmio.

O Dr. Andrew Turner, da Universidade de Plymouth (Reino Unido), realizou 197 testes em 72 produtos de vidro novos e de segunda mão, incluindo copos, taças de cerveja e vinho e jarras.

Ele identificou a presença de chumbo em 139 objetos e de cádmio em 134, tanto na superfície dos vidros quanto, em alguns casos, nas bordas, onde os lábios tocam, com concentrações de chumbo que chegaram a mais de 1000 vezes acima do nível limite.

Os testes mostraram que flocos de tinta geralmente se soltam do vidro durante uma simulação de uso prolongado, indicando que as substâncias podem estar sendo ingeridas pelos usuários.

"A presença de elementos perigosos na pintura e no esmalte de vidro decorado tem implicações óbvias tanto para a saúde humana como para o meio ambiente. Por isso, foi uma verdadeira surpresa encontrar níveis tão elevados de chumbo e cádmio, tanto na parte externa do vidro como em torno da borda. Existem riscos genuínos para a saúde pela ingestão de tais níveis das substâncias durante um período prolongado, então este é claramente um problema que a indústria internacional de produtos de vidro precisa resolver com urgência," disse Turner.

Metais pesados nas tintas

Mais de 70% dos objetos de vidro analisados (52 de um total de 72) deram positivo para o chumbo, e o metal foi encontrado em todas as cores gravadas, incluindo a folha de ouro decorada de alguns itens. Um número semelhante (51 dentre os 72) deu positivo para cádmio, com as concentrações mais altas geralmente encontradas no esmalte vermelho.

As concentrações de chumbo variaram entre cerca de 40 a 400.000 partes por milhão (ppm), enquanto as quantidades de cádmio variaram de cerca de 300 a 70.000 ppm. De acordo com o Escritório Norte-Americano de Avaliação de Riscos Ambientais à Saúde, os níveis limite para a área dos lábios dos vidros decorados externamente são de 200 ppm para o chumbo e 800 ppm para o cádmio.

"Dado que alternativas mais seguras estão disponíveis para a indústria, os resultados globais deste estudo são surpreendentes e preocupantes," acrescentou o Dr. Turner. "Por que elementos prejudiciais ou restritos ainda estão sendo empregados com tanta frequência para decorar utensílios de vidro contemporâneos fabricados na China, na União Europeia e em outros lugares? Eu acredito que os consumidores devem ser conscientizados disso, enquanto os varejistas e a indústria do vidro têm a responsabilidade de eliminar metais tóxicos dos produtos decorados."

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.