11/01/2018

Exercícios faciais fazem mulheres parecerem mais joviais

Redação do Diário da Saúde
Exercícios faciais fazem mulheres parecerem mais joviais
Exercícios faciais para rejuvenescimento renderam ganhos na aparência de quase três anos. [Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Exercícios faciais

Um programa de exercícios faciais de 30 minutos, mantido durante 20 semanas em dias seguidos ou alternados, melhorou a aparência facial de mulheres de meia-idade, resultando em uma aparência mais jovem na área das bochechas e lábio superior.

Este é o primeiro estudo científico a testar a premissa de que exercícios faciais podem melhorar a aparência.

"Agora há algumas evidências de que os exercícios faciais podem melhorar a aparência facial e reduzir alguns sinais visíveis de envelhecimento. Os exercícios ampliam e fortalecem os músculos faciais, de modo que o rosto torna-se mais firme e mais tonificado e moldado como um rosto mais jovem.

"Supondo que os resultados sejam confirmados em um estudo maior, as pessoas agora têm uma maneira de baixo custo e não-tóxica para parecerem mais jovens ou para reforçar outros tratamentos cosméticos ou antienvelhecimento que possam estar buscando," disse o Dr. Murad Alam, professor de dermatologia da Universidade Northwestern (EUA).

Envelhecimento do rosto

À medida que o rosto envelhece, a pele perde elasticidade e as almofadas de gordura entre o músculo e a pele tornam-se mais finas. As almofadas de gordura, que se encaixam como um quebra-cabeça, dão ao rosto muito da sua forma. À medida que a pele se torna flácida, as almofadas de gordura se atrofiam e deslizam, fazendo com que o rosto "caia".

"Mas se o músculo por baixo se torna maior, a pele tem mais recheio embaixo dela e o músculo mais firme parece tornar a forma do rosto mais cheia," disse a pesquisadora Emily Poon, coautora do estudo. "O crescimento muscular estará aumentando o volume facial e neutralizando os efeitos do desbaste de gordura associado à idade e do afrouxamento da pele".

Exercícios para parecer mais jovem

As participantes do estudo - mulheres de de 40 a 65 anos de idade - foram submetidas a dois grupos de sessões presenciais de treinamento de 90 minutos com um instrutor de exercícios faciais. Em casa, elas continuaram a fazer esses exercícios durante um total de 20 semanas. Durante as primeiras oito semanas, elas fizeram os exercícios diariamente por 30 minutos. De nove a 20 semanas, fizeram os mesmos exercícios a cada dois dias por 30 minutos.

As participantes aprenderam e realizaram 32 exercícios faciais distintos, cada um por cerca de um minuto. Um dos que apresentaram os melhores resultados foi o "Levantador de bochechas": Abra a boca e forme O, posicione o lábio superior para envolver os dentes, sorria para levantar os músculos da bochecha, coloque os dedos levemente na parte superior da bochecha, solte os músculos para baixá-los e levante de volta. Repita baixando e levantando as bochechas.

Outro exercício bem-sucedido foi o "Esculpindo bochechas felizes": Sorria sem mostrar os dentes, ponha os lábios juntos, sorria forçando os músculos da bochecha para cima, coloque os dedos nos cantos da boca e deslize-os até o topo das bochechas e segure por 20 segundos.

Ganhos de idade

A medição dos resultados consistiu na avaliação de fotografias padronizadas antes e depois do período de exercícios faciais, feita por dois dermatologistas não participantes do estudo.

Os avaliadores atestaram uma melhoria significativa nas partes superior e inferior das bochechas. Eles também avaliaram a idade média das pacientes antes e depois do estudo - a média atribuída ao "antes" ficou em 50,8 anos, caindo para 49,6 anos às oito semanas e depois para 48,1 anos às 20 semanas.

"Isso é quase uma diminuição de três anos na aparência da idade durante um período de 20 semanas," resumiu o Dr. Alam.

As limitações do estudo são o pequeno tamanho da amostra e o fato de os voluntários serem todos mulheres da mesma faixa etária. Resta saber se os resultados são generalizáveis para outras populações.

O estudo foi publicado na revista JAMA Dermatology.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.