18/10/2017

Oleuropeína: Substância no azeite e azeitonas previne diabetes

Redação do Diário da Saúde
Oleuropeína: Composto do azeite e azeitonas previne diabetes
A equipe espera usar seus resultados para desenvolver nutracêuticos para combate à diabetes tipo 2 relacionada à obesidade. [Imagem: CDCC]

Oleuropeína

Os benefícios para a saúde das azeitonas e seus derivados naturais, como o azeite, são conhecidos milenarmente e, mais recentemente, muito anunciados pelos defensores da dieta mediterrânea.

Mas os cientistas e seus raciocínios analíticos preferem atribuir as vantagens não ao produto como um todo, mas a moléculas específicas - que podem ser mais facilmente convertidas em produtos e comercializadas na forma de suplementos.

Uma equipe da Universidade de Tecnologia da Virgínia (EUA) estava particularmente interessada nos compostos do azeite e das azeitonas que fossem os responsáveis por benefícios nutricionais, como a perda de peso e a prevenção do diabetes tipo 2.

Eles constataram que um composto específico, chamado oleuropeína, ajuda o organismo a secretar mais insulina, uma molécula de sinalização central no organismo, que controla o metabolismo.

Esse mesmo composto também ajuda a eliminar outra molécula de sinalização, chamada amilina, que, segregada de forma mais intensa, forma agregados nocivos no diabetes tipo 2. Nestas duas formas distintas, a oleuropeína ajuda a prevenir o aparecimento da doença.

Benefícios já

Como esperado, a equipe espera usar seus resultados para desenvolver "estratégias nutracêuticas" de combate ao diabetes tipo 2 relacionado à obesidade.

Para isso, eles vão primeiro testar o composto em um modelo animal do diabetes e pesquisar outras funções da oleuropeína e seus derivados, tanto sobre o metabolismo como sobre o envelhecimento.

"Nosso trabalho fornece novos insights sobre os mecanismos envolvendo a questão de longa data de por que os produtos à base de azeitona podem ser antidiabéticos. Acreditamos que isso contribuirá não apenas para a bioquímica das funções do componente oleuropeína das azeitonas, mas também terá um impacto para o público em geral, para prestar mais atenção aos produtos à base de azeitona à luz da atual epidemia de diabetes," disse o pesquisador Bin Xu.

Enquanto isso, quem estiver interessado pode continuar ingerindo azeite de oliva ou azeitonas, e aproveitar não apenas estes, mas todos os benefícios desses alimentos.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.